Valor simbólico, por Lucy Williams

Vela Acesa: A vela acesa tem como principal função a de iluminar e até de aquecer, mas ela é mais do que isso. A vela é como aqueles amigos que bem nas horas críticas e escuras da vida aparecem e nos esquentam, iluminando nosso caminho e nos ajudando a ver melhor no escuro, em direção à razão e à melhor saída.

Relógio: O relógio nos mostra as horas, mas mais do que isso ele tem mais uma função: ele nos lembra de que a vida não pára e de que por mais graves que tenham sido nossos erros, não podemos voltar no tempo para apagá-los ou concertá-los. Ele é inexorável e irrevogável, como aquela pessoa que não nos deixa esquecer nossos erros que nos obriga à seguir em frente, por mais difícil que seja.

Chinelos: Além de nos proteger os pés, os chinelos nos levam a lugares que nem imaginamos e nos protegem dos obstáculos e pedras que encontramos no caminho, exatamente como aquela pessoa que nos quer bem e que estará conosco não importa aonde vamos, sem nunca nos abandonar e nos machucar, mas com a consciência de que sofrerá com isso, já que terá que tomar nossos problemas como seus.

Abajour: Todos nós temos idéias, mas às vezes não sabemos com quem compartilhá-las. É aí que encontramos o abajour que, como aquele professor ou tutor que nos ajuda e nos ensina coisas novas, alimenta com energia e segura a lâmpada, sempre preparado para nos dar mais conhecimento e nos possibilita adquirir mais habilidades.

Piano: Como o bem e o mal, que andam sempre lado a lado em sua existência, um dependendo do outro, o piano possuí teclas brancas e pretas; uma sempre completando a outra e que, durante uma peça e entre um acorde e outro, será necessário o uso dessas duas extremidades, com tonalidades tão diferentes mas que precisam umas das outras para manter-se em equilíbrio.

Bom, pessoal, esse foi o primeiro texto do blog, um que tem um gosto especial pra mim porque é de autoria de uma grande amiga minha que, veja só, vai se tornar uma das juízas para decidir se os textos mandados para cá serão ou não publicados… enfim, tenho num texto meu vindo por aí, e quem sabe uma outra colaboradora em breve… mas por enquanto, é só isso mesmo. Então, só lembrando: quem quiser ver ser texto por aqui, só mandar um e-mail para ce.coletti@hotmail.com que os melhores estarão por aqui. Então, fico por aqui. O melhor para todos vocês e até a próxima!

3 comentários:

Parabéns pro altor(A).

Pude notar que coisas q no dia-dia parecem ser insignificantes , sempre tem um lembrete à nos dar!
Abraços

Hum, gostei!
São as pequenas coisas, as coisas do dia a dia, que geralmente nos passam despercebidas que têm maior valor.


Abraços

Q fofooo! Eh um pouco de viajem neah, essa coisa de perceber o significado dos objetos além do concreto... Imagine, daria pra fazer isso com todos! hauhsuahsau
Mas não deixa de ser tocante fazer isso às vezes...

http://anacarolinolandia.blogspot.com/

Sobre o Conto do Galo

O Conto do Galo é um blog de contos, crônicas, reflexões e opiniões, mas não é o blog de uma só pessoa. A proposta principal aqui, para além de publicar meus próprios textos, é dar a chance a quem tem talento de ganhar um pouco mais de visibilidade, mesmo que essa pessoa já tenha um certo número de pessoas que conhecem seu trabalho. Publicar textos, dando o devido crédito, a gente que merece esse espaço para se expressar. É um espaço livre para opiniões, dissertações e tudo o mais. Espero contar com o apoio de todos vocês nessa nova empreitada!

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget